Assistente do "caso freeport".

Publié le par FACE OBSCURA DA LEI

Sou assistente do “caso Freeport” , este caso é  “patrocinado” pelo meu advogado, Dr - José Maria Martins, e pretendo seguir  este processo de perto.

A exma: procuradora Candida Almeida jà me admitiu como assistente no processo,

o que me permitiu de imediato, começar a mostrar serviço:

requeri a constituiçao de uma equipa mista de investigaçao com as autoridades inglesas,

requeri a instauraçao de um inquérito criminal para se investigar se elementos da "secreta" estao a tentar intimidar os magistrados do processo,

requeri igualmente ao M.P para repudiar qualquer interferencia politica no processo de investigaçao.

Para mim o nosso primeiro-ministro nao deve ser tratado num plano privilegiado, acima do vulgar cidadao.

A minha entrada neste processo éra necessària para a investigaçao nao ficar "coxa",

por experiencia propria, sei como é que o SR Procurador-Geral da Républica, Dr Fernando José de Matos Pinto Monteiro procede nas investigaçoes,

( jà participei vàrias vezes do Procurador  Adjunto de Cantanhede, mas, tudo é arquivado sem investigaçao, a ultima foi deliberada pelo Conselho, a 27/01/2009, Proc N° 1033/2005-L°E)

tambem é um dever civico e assim posso intervir no inquérito — no final e em caso de arquivamento por ausencia de investigaçao— posso pedir a instrução.

Sei que o sistema se-protege,
Constitui-me assistente no processo porque a Lei o permite e porque exerço um direito de cidadania.

O meu objectivo, é fiscalizar a actuação do Ministério Público na investigação em curso e na medida do possível impedir que o processo seja arquivado sem que tudo seja esclarecido.

É que mesmo depois de decidido o arquivamento de um processo pelo Ministério Público, eu posso requerer a abertura da instrução,

uma fase processual que fica entregue a um Juiz, que depois de analisado o caso pode confirmar o arquivamento ou decidir enviá-lo para julgamento.

Neste processo Freeport, quero ver apuradas todas as responsabilidades.

Gostava de voltar a Portugal, mas para viver num país onde não existisse tráfico de influências e corrupção,

gostaria imenso de encontrar um dia em Portugal, um sistema de justiça nos tribunais equitativo e imparcial, como manda a C.R.P a C.E.D.H e a D.U.D.H.

Mas tambem gostava de limpar o nome do país das minhas origens,

pois sinto-me envergonhado e muito maltratado no estrangeiro por ter um Primeiro-ministro sobre investigação. 

Depois das minhas sete exposiçoes ao CSMP e que foram arquivadas injustamente, relacionadas com a actuaçao do Ministério Publico  no Tribunal da Comarca de Cantanhede,

a EXMA procuradora Candida de Almeida declarou no dia 12/02/2009 à R.T.P nao me conhecer !!!!!

A Dra Candida  de Almeida deve defender a sua honra e dignidade, como qualquer vulgar cidadao,

tambèm eu, à 3 anos que estou a ser  enxovalhado e humilhado na minha honra e dignidade, e os  colegas desta,  Funcionàrios Publicos da Procuradoria que sao pagos pelos cidadaos,

sem vergonha, arquivam sucessivamente por ausencia de investigaçao as minhas queixas e participaçoes,


inutilmente porque sei que a justiça e a verdade vai  triunfar.


Fernando Sérgio









Pour être informé des derniers articles, inscrivez vous :

Commenter cet article

pedro 17/06/2009 15:02

visite o blog www.josemariamartins.blogspot.com ..e denuncie la o seu caso..de o blog dele a conhecer pois ele esta a fazer um bom trabalho ao desmascarar toda a escumalha que nos destroi a vida

NILBER MELO 20/02/2009 01:35

SERGIO LOPES Você é um cidadão de muita dignidade,pode demorar 10 anos como 10 dias, tenho certeza que vc vai conseguir desmascarar esses mentirosos que te prejudicarão.

E F T 16/02/2009 19:30

Força, infelizmente é a porca realidade e esse bando de pessoas julga-se acima de todo mas até um dia porque não são necessários muitos apenas bons para equilibrar a balança.
Saúde e coragem.