queixa contra magistrados.

Publié le par FACE OBSCURA DA LEI

                                                                                                                                                                                                               Magistrados do Tribunal judicial de Cantanhede vao ter que responder pela sua conduta.
 
Entreguei no Tribunal da Relaçao de Coimbra, com conhecimento ao Primeiro-Ministro,
uma queixa-crime contra o juiz Manuel Dias dos Santos Figueiredo e contra o procurador-adjunto Nuno Miguel Pinto da Silva Salgado, ambos do Tribunal de Cantanhede.

Os fundamentos da acusaçao prendem-se com alegada mà-fé destes magistrados no arquivamento de vàrios processos que tenho no tribunal, e em alegadas mentiras do juiz e procurador,

E por causa dos meus processos irem todos parar às maos destes dois magistrados, apesar dos vàrios incidentes de recusa requeridos.

No requerimento de procedimento criminal contra os dois magistrados, também fundamento que suspeito, que o juiz Manuel Figueiredo e o Nuno Salgado manipulam tambèm de mà-fé, a distribuiçao dos meus processos.

E estranho e eu nao acredita que na distribuiçao dos processos, os meus tenham calhado sempre ao mesmo juiz e ao mesmo procurador adjunto!

E porque jà tinha um processo contra o juiz, e este juiz Manuel Figueiredo tem um processo contra mim, considero que este magistrado devia requerer a escusa em cada um dos meus processos,

Assim se respeita as normas da CRP, e da DUDH.

Até com a minha simples escola e sem qualquer formaçao,
sei naturalmente, que um juiz que é queixoso contra um cidadao, e o mesmo cidadao tem queixa contra o mesmo, este nao deve de continuar a ser juiz nos seus processos e a decidir.

Este juiz, farta-se de lavrar despachos ilegais, aplicando taxas de justiça draconianas, como se eu fosse o Banco de Portugal e devesse se ser desapossado do que eu ganho com suor aqui em França desde os meus 15 anos.

Na minha queixa que apresentei, disse que o juiz denunciado,

com uma enorme agressividade, com raiva por espìrito de vingança, me ia condenando com taxas de justiça sucessivas e nem admitia recursos,

apesar de nao fundamentar um ùnico despacho.

Por isso na queixa-crime declarei que este juiz tem agido com vingança e raiva, contra mim.


Quanto ao procurador-adjunto Nuno Salgado, declarei que o suspeito de manipular os meus processos,

para me prejudicar e que este decidi atribuir a si  proprio os inquéritos em que sou parte, seja como queixoso/assistente seja como arguido.

Nuno Salgado manobra para que os inquéritos lhe sejam entregues, para os arquivar, para impedir outro magistrado de ser titular dos processos,

nao và este magistrado perder o controle da situaçào, na minha queixa apresentada, denuncio este "sistema".

Eu participo da GNR, o Nuno Salgado arquiva, eu reabro processo, o juiz Manuel Figueiredo, nao pronuncia.

Ando assim nesta vida!!!

A minha-queixa conclui, que os denunciados cometeram com a sua conduta os crimes:
1/ de difamaçao, art n°180 do CP, punido com pena de prisao até 6 meses.
2/ de denùncia caluniosa, art n°365 do CP, punido com pena de prisao até 3 anos.
3/ de denegaçao de justiça e prevaricaçao, art n °369 do CP, punido com pena de prisao até 5 anos.
4/ de favorecimento pessoal praticado por funcionàrio, art n° 367 e 368 do CP, punido com pena de prisao até 5 anos.
5/ de abuso de poder, art n°382 do CP, punido com pena de prisao até 3 anos.

Depois das contas feitas, estes dois magistrados, diante de um TRIBUNAL, isento e imparcial,
podem ser punidos com pena de prisao até 16 anos e 6 meses,


Este processo deverà de servir de exemplo.

Pelo que pedi procedimento criminal contra os denunciados.

Fernando Sérgio

Commenter cet article

C 03/06/2009 14:15

Tal como algums, o meu B.I. um dia vai conheçer a tesoura...cada um tem a sua historia injusta. No meu caso sao varios processos todos com ligaçào a um advogado (de catanhede com escritorio no centro do pais), denunciei a situaçào a ordem dos advogados que nao fez caso nenhum da minha queixa (ja teve muitas contra ele, sem efeito nenhum!). Contactei outro advogado devolveu-me o dinheiro e disse-me que nao queria ter problemas, denunciei a juiza do Tribunal da vila em 2001, até hoje estou a espèra da resposta ! Todos sabem o que ele faz,como o faz e ninguem se préocupa...assim é que é ser portugues !! o Shr doutor amiaça e todos ficam calados. O Tribunal é uma grande familia, e os emigrantes nao fazem parte dela.

boa continuaçào e força Fernando.

Paulo Pinho 25/05/2009 21:11

Ola como esta? Passou bem? Espero que as suas coisas estao avançar. Eu estou na Suiça, sou Suiço e Françês + Português (nacionalidade que queria tambem anular a muito tempo), Portugal desde ha muito tempo que o chamo de Russia, pais corrupto, cheio de doutores e de ingenheiros, se tem assim tantos Doutures e Ingenheiros, entao porque o pais é tao atrasado? Bom vôçe ja disse muita coisa sobre Portugal, eu mesmo estou a viver uma injustiça em Portugal que me custa tanto aceitar, mas é por ser estrangeiro (foi agredido pelo um tipo na estrada que me pôs em perigo a mim e a minha familia, e ai sprayei com gaz pimenta atraves do vidro) o erro da minha vida foi que eu foi a GNR falar do problema coisa que se virou contra mim, deveria saber que o gaz pimenta e interdito(multa+indemenisaçao a vitima mesmo se me pôs em perigo+despesas de tribunal+o meu advogado total 5000€ por um processo de caca). Tenho a minha moradia a venda em tempos de ma gouvernança a preço raxado, nao vou investir mais dinheiro em Portugal, o sul da frança é bem melhor para passar férias. Mas desejo-lhe muita coragem, boa continuação.