O choque de culturas, em confronto em Cantanhede.

Publié le par FACE OBSCURA DA LEI

De um lado o Estado portugues em periodo màxima da falencia do projecto democratico,

exemplo do sistema menos desenvolvido e menos respeitador dos Direitos do Homem no seio da Uniao Europeia,
e eu,
que estou em França, num dos Estados que mais respeita o "citoyen", e me protege dos poderes publicos.

Eu que sempre pensei que a liberté, ègalité e fraternité, eram valores universais!

Mas estou a ver que o Estado Portugues pensa como é tradiçao em Portugal,
que o cidadao, nao tem sequer a veleidade de questionar o Poder,

quem o questiona e incomoda, deve de ser preso em ultima anàlise.

Apresentei queixa às autoridades, mas ninguém me ouviu, ninguém me pediu provas, nenhuma prova foi produzida na GNR, no Mai. Receberam as minhas queixas mas arquivaram de imediato. O sistema protege-se.

Aqui em França as coisas sao diferentes. O cidadao é ouvido, é convidado a indicar prova, as coisas sao investigadas com imparcialidade e isençao.

Ainda nao vai tardar muito, para que seja exigida a minha prisao por ofensa às autoridades!....

Este choque de culturas vai ser conduzido até às ultimas consequencias e a primeira delas tem de ser os emigrantes portugueses fazerem boicote às remessas de euros para Portugal.

Portugal estagnou, ai daquele que ousa questionar a Autoridade!!!

Que tristeza, onde o nosso Pais se atolou!

Mas eu entendo, que tenho direito a um tribunal imparcial e justo, porque independente.

Fiz muitas queixas que entendi pertinentes e so errei numa coisa;
pensei que em Portugal as Autoridades decidia depois de produzirem provas,

mas afinal isso so em França!

Custa-me a a dizer mas é o que sinto e penso;
Cantanhede vive ainda num estado proximo do medieval...

Eu so queria éra imparcialidade,  isençao e igualdade no tratamento dos Direitos,
seja qual fosse a relaçao de amizade entre o Valdemar e as instituiçoes publicas de Cantanhede.

Fiz queixas, participaçoes e protestei, mas esse é um dos direitos dos administrados, dos cidadaos.

Portugal quer muscular as relaçoes com os cidadaos, quando estes sao pobres e sem conhecimentos,
porque quando os tem, as coisas sao diferentes.

Aqui està a grande razao da falencia do nosso sistema e do nosso atraso e arcaismo..

Mas o que deseja o Estado Portugues?!?!
que os cidadaos nao exijam igualdade, imparcialidade e isençao?!.
Penso que nao.

Nada do que me queixei foi investigado, pois consideram-me um elemento nocivo, porque protesto e exijo.

Este é o choque de culturas, de vivencias..

As Autoridades sabem perfeitamente que nao podem fazer obstaclo à manifestaçao da verdade.

Penso que deve de haver pessoas boas na justiça Portuguesa, mas tambem hà "moutons noirs".

Mas a justiça tem que fazer a limpeza dentro dos seus "rangs".

Fernando Sérgio


Commenter cet article