CARTA 31 05 05

Publié le par FACE OBSCURA DA LEI

Sor Fernando Sergio GOMES LOPES

FRANCE

 

Ex.mo Sr Comandante do

                                                                       Posto de Cantanhede da

                                                                       Guarda Nacional Républicana

                                                                       Rua dos Bombeiros Volontarios

                                                                       3 060-163 CANTANHEDE

                                                                       PORTUGAL

 

Carta registada

Data : 31/05/05

                                                          

                                                          

 Exmo  senhor,

 

 

Fernando Sergio GOMES LOPES 

 

Desconhecidos,

 

PORQUANTO

 

No decurso da manha de 30 maio de 2005 o participado colocou uma viatura automovel, Fiat Panda, matricula ----, de sua pertença, a ocupar abusivamente a sua propriedade, sita em Moitas, lugar de Fonte Errada, area desta Comarca, recusando-se a retirar a mesma do local, e impedindo que pedreiros ao seu serviço pudessem desenvolver a sua actividade professional.

 

De igual modo jà ameaçara nos dias anteriores que se fizessem algum serviço no local, que o iria desfazer ou destruir, à semelhança do que jà fizera noutra ocasiao na mesma propriedade do participante, tendo na ultima sexta feira, dia 27, impedindo os seus funcionarios de trabalhar.

 

E de facto, nesta manha de 30 de maio, apareceu no local, uma estaca de madeira tratada partida, e uma outra tombada, do que o participante apresenta como suspeito o participado ----, atentas as ameaças publicas, no sentido de que o iria fazer.

 

Além disso tres sacos de cimento foram RETIRADOS fora da palete, e jogados a esmo.

 

 

 PREJUIZOS MATERIAIS

Os factos supra descritos foram-no sem qualquer autorizaçao do participante e contra a sua vontade, assim lhe causando um elevado prejuizo com as condutas ilicitas.

 

O denunciado que bem sabia que a sua conduta era ilicita e contraria a lei, mesmo assim as quis, cometendo ILICITOS criminais, e sendo suspeito que tenha praticado os factos de destruiçao invocados.

 

Deseja por isso o participante que se proceda criminalmente contra os denunciados, afim de lhe serem impostas as penas da Lei.

 

Mais invoca que pretende, oportunamente, deduzir o Pedido de Indemnizaçao Civil.

 

PROVA:

A)

1.         O participante

2.         O denunciado

 

B)        TESTEMUNHAS

 

 

 

                                                                                  O PARTICIPANTE,

 

                                                                                  FERNANDO SERGIO GOMES LOPES

Publié dans GNR

Commenter cet article